domingo, 14 de agosto de 2011

O anel de Claddagh



O anel de Claddagh ( irlandês : Chladaigh fáinne) é um tradicional anel irlandês dado como símbolo de amor ou usado como um anel de casamento.

As características: duas mãos segurando um coração com uma coroa. O coração representa o amor, as mãos representam a amizade e a coroa representa a lealdade, elementos estes de fundamental importância em um relacionamento sadio.
Claddagh é um anel que pode ser usado ​​como símbolo de uma grande amizade, relacionamento, eternidade, noivado, casamento dependendo da intenção do usuário, ele deve ser dado como presente.

Há três formas tradicionalmente aceitas de usar o anel que pode ser sinal de status de relacionamento com alguém ou não:

1- Quando usado no dedo anelar direito, com a ponta do coração apontando para a ponta do dedo, o usuário é livre de qualquer apego.
2- Sobre o mesmo dedo com a ponta do anel virada para o seu coração, ele sugere que o usuário está envolvido romanticamente, ou esperando alguém muito especial.
3- Quando o anel está no dedo anelar esquerdo com a ponta do coração apontado para o coração do usuário, é por que esta pessoa esta seriamente comprometida, seu coração já tem dono e o amor esta em sua vida.

O anel de Claddagh continua sendo usado, principalmente por aqueles de descendência irlandesa, como um símbolo cultural e como anéis de noivado e casamento. O anel de Claddagh tem uma grande importância em muitas famílias por suas gerações, pois eles são passados de mãe para filha de geração para geração.

A história do anel de Claddagh remonta a mais de 300 anos. A pequena vila de pescadores na Irlanda chamada Claddagh foi onde a tradição dos anéis Claddagh começou. A palavra Claddagh vem do termo irlandês "Uma Cladach" que significa "terra plana de pedra '. Esta era uma vila bonita e antiga, com ruas tortuosas e pequenas casas de barro com telhado de palha. A modernização mudou tudo isso agora, mas a tradição do anel de Claddagh ainda vive na Irlanda e em várias partes do mundo.


- História de origem do anel

A história da origem do anel de claddagh começa com um jovem de Galway pelo nome de Richard Joyce deixando o seu verdadeiro amor em terras Irlandesas para fazer a sua fortuna nas Índias Ocidentais. Quando ele navegou em direção ao seu objetivo, seu navio foi capturado por um bando de piratas e ele foi vendido como escravo para um rei mouro.

Através dos muitos anos de serviço para o rei, Richard aperfeiçoou a arte de fazer jóias, tornando-se um mestre artesão e ganhando o respeito e a admiração de seu mestre. Quando o rei William III negociou a liberdade dos escravos em 1689, o mouro ofereceu a Richard a mão de sua filha e um dote saudável em cima disso. Mas Richard recusou pois o seu coração ainda estava na Irlanda.

Voltando a Galway, Richard descobriu que sua amada tinha permanecido fiel a ele durante todos aqueles anos. Em tributo a seu verdadeiro amor, ele criou o anel de Claddagh. As duas mãos representam a sua amizade. A coroa significa a sua lealdade. O coração simboliza o amor verdadeiro. Richard encontrou sua amada e apresentou o Claddagh primeiro a ela, como seu anel de casamento. E os dois viveram felizes para sempre nunca mais se separaram novamente.

Esta lenda da história Claddagh é verdadeira na história da Irlanda. Sendo que os primeiros exemplares encontrados do anel de Claddagh, á cerca de 300 anos atrás, tem as iniciais de Richard Joyce. A maioria dos estudiosos e pessoas comuns acreditam que a lenda do Sr. Joyce é a verdadeira origem da história do anel de Claddagh.

Fonte: http://gleisonworld.blogspot.com/2011/05/o-anel-de-claddagh.html

11 comentários:

  1. Quero um anel desse!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Adorei!! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Vou providenciar...
    bjs

    ResponderExcluir
  3. eu quero muito muito karas

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho um, puxa nao sabia dessa historia, papai me deu quando tinha 13 anos..vou dar importancia pra ele agora.^^

    ResponderExcluir
  5. Sei que na Irlanda tem, nao conheco outros lugares que venda.

    ResponderExcluir
  6. eu tenho um me foi um irlandes que me deu *--*

    ResponderExcluir
  7. Acabei de conhecer a história maravilhosa sobre esse anel, e vou pedir pra fazer um se não conseguir achar pronto...

    ResponderExcluir
  8. No filme Brigada 49, o bombeiro usa um que ganhou de sua mãe.. ele conta a namorada a história, quando a conhece. Também no filme Voltar a Morrer, a personagem desmemoriada e aparentemente muda tem no anel irlandês a única pista a princípio sobre sua origem e família. É um anel encantador.

    ResponderExcluir